Interreg IV B

  • Inovação
  • Ambiente
  • Acessibilidade
  • Desenvolvimento Urbano Sustentável
  • projetos  Sustentabilidade

    FEDER: 2308,1 milhões €
Veja a lista de projetos

Os projectos aprovados

Busca de projetos

Rede para a inovação e desenvolvimento de sistemas de integração do risco na gestão florestal

Projecto Acrónimo: FORRISK
  • Ambiente
  • Sostenibilidad
: Rede para a inovação e desenvolvimento de sistemas de integração do risco na gestão florestal
Código SOE3/P2/F523
Beneficiário principal 1. European Forest Institute - EFIATLANTIC (FR)
Pessoa de contacto Christophe Orazio  -    mostra de e-mail
E-mail prenom.nom@efi.int
Beneficiários

2. Universidade Técnica de Lisboa - Instituto Superior de Agronomia - ISA - Centro de Estudos Florestais - CEF (PT)

3. Centro Tecnológico y Forestal de la Madera - CETEMAS (ES)

4. Instituto Vasco de Investigación y Desarrollo Agrario - Unidad de Innovación Agraria - Dpto de Producción y Protección Vegetal - NEIKER (ES)

5. Fundación HAZI (ES)

6. Institut National de la recherche agronomique Département - EFPA Site de recherches Forêt-Bois - UMR Biogeco - UE Hermitage (FR)

7. Centre Régional de la Propriété Forestière d'Aquitaine (FR)

8. CNPF service R&D IDF antenne de Midi-Pyrénées (FR)

9. Institut Technologique Forêt, Cellulose, Bois construction, Ameublement - FCBA - Pôle Biotechnologies sylviculture Station Centre-Ouest (FR)

10. Empresa de Transformación Agraria, S.A - TRAGSA - Dirección Adjunta de I+D+i - Departamento de Medio Rural (ES)

Duração 27 Meses
Data de Início 01/10/2012
Data de conclusão 31/12/2014
O custo total (€) 1.138.646,00 EUR
Ajuda FEDER (€) 853.984,50 EUR
Site do projecto http://forrisk.efiatlantic.efi.int/
Resultados Esta secção será actualizada durante a execução do projeto
Área geográfica abrangida
Resumo do projecto

A floresta, além das suas funções económicas reconhecidas por todos os actores do meio rural, como o desenvolvimento do emprego rural e do mercado local da madeira para transformação ou para energia, fornece vários outros serviços.

No entanto, existem também diversos riscos que devem ser geridos e que poderão eventualmente ser agravados pelas alterações climáticas: eventuais secas favoráveis ao aparecimento de organismos patogénicos e de algumas pragas, à propagação de incêndios, bem como o risco de alteração do vento.

O projecto FORRISK focar-se-á nos riscos para as florestas, cuja intensidade poderá ser modulada em função das alterações climáticas. A história das florestas do sul da Europa lembra-nos que, para numerosos problemas, não faz sentido uma abordagem apenas nacional. Ou seja, os riscos e as respostas podem ser encontradas quer ao nível técnico, quer ao nível da organização das instituições. Por essa razão, FORRISK pretende coordenar e criar uma rede de três comunidades diferentes que são os actores políticos, os gestores e os cientistas com o objectivo de que a gestão de riscos seja parte integrante das decisões tomadas a todos os níveis do sector florestal. Esta circunstância permitirá iniciar uma plataforma europeia sobre os riscos florestais, facilitando as recomendações e as informações pertinentes a todos os níveis.

Para alcançar esse objectivo, o projecto analisará e comparará os instrumentos institucionais, os sistemas e organizações ligados à gestão de riscos nas regiões estudadas. Seguidamente, FORRISK desenvolverá no terreno técnicas de luta ecológica, genética e silvícola, cujos resultados serão objecto de guias de boas práticas. As ferramentas produzidas consistirão em mapas de riscos à escala regional e local, bem como em modelos informáticos que permitam realizar diagnósticos no terreno e modular a propagação do Fomes annosus nas áreas de pinheiro bravo.

Deste modo, os decisores políticos, gestores e cientistas terão entre mãos instrumentos adaptados à gestão de diversos riscos que ameaçam a floresta na suas regiões.

Galeria
Busca de projetos

projectos SUDOE

12 temas que refletem os projetos aprovados no programa de cooperação territorial SUDOE - INTEREG IV

Busca de projetos
  • Biotecnologia Biotecnologia
  • Clima Clima
  • Competitividade Competitividade
  • Colaboração universidades Colaboração universidades
  • Creatividade empresarial Creatividade empresarial
  • Energia Energia
  • Inclusão Inclusão
  • Inovação Inovação
  • Mobilidade Mobilidade
  • Sustentabilidade Sustentabilidade
  • Transferência tecnológica Transferência tecnológica
  • Turismo e património Turismo e património